• equimacon

Cuidados na obra - período de chuva


A execução de obras durante o verão (época de chuvas) normalmente acarreta em gastos maiores do que acontece nos períodos de estiagem. A chuva pode gerar perda de serviços prontos, períodos de ociosidade dos trabalhadores e estragar materiais mal armazenados. Contudo, um planejamento adequado e a adoção de certos cuidados podem evitar maiores prejuízos.

Planejamento

Em tempo de chuvas, é imprescindível fazer o planejamento da obra de acordo com as previsões climáticas.


O ideal é que a fase de fundação seja concluída o mais rápido possível. Para ajudar nessa etapa, pode-se usar uma cobertura plástica sobre a área de escavação das fundações.


Se for possível, acelere o processo da estrutura da construção. Em seguida providencie uma cobertura plástica ou, ainda, o telhado definitivo: isso vai viabilizar que os trabalhos seguintes sejam feitos em local seco.

Cuidado com o material

Pesquisas apontam que, em períodos de chuva, a areia e Brita nº1 são os campeões de perda, podendo chegar a 20% da obra. Uma mureta de alvenaria pode proteger a areia e evitar que ela escorra com a água da chuva.


É preciso ter atenção com cimento, gesso e argamassa: quando armazenadas em condições irregulares podem solidificar e causar perda total do produto.


O ideal é ter um barracão (feitos com placas de madeirite e coberto com telhas) para estocar materiais. Também proteja os materiais da água que pode acumular no chão: utilize palletes e armaneze os produtos sobre eles.


Tijolos de barro devem ser cobertos com uma lona plástica.


As chuvas podem atrapalhar, e muito, a fase da estrutura. No caso da concretagem, o concreto tende a perder resistência quando água é adicionada fora da especificação. Além disso, o fluxo intenso de água pode ameaçar a segurança da operação.

Fachada e áreas externas

O acabamento de fachada e a impermeabilização externa são impossíveis de serem realizados embaixo de chuva. Para que esta fase não seja tão afetada é importante analisar no cronograma se há possibilidade de executar essas atividades fora do período mais crítico. Quando isso não for possível, deve-se prever um período de execução mais prolongado em função dos atrasos que ocorrerão por causa das chuvas.


Serviços das áreas comuns, como colocação de piso externo e montagem de churrasqueira, podem ser viabilizados com chuvas fracas. Entretanto, é possível remanejar algumas das equipes. As de acabamentos externos podem ser deslocadas para a parte interna em dias de chuva, evitando que haja mão de obra ociosa e, até mesmo, paralisação das atividades.

Segurança

Conforme o tipo de terreno é preciso certificar-se que há segurança para a equipe de trabalho. Tenha atenção à fase de escavação e terraplanagem. Erosão de terra encharcada com a chuva pode ser um risco. Tombos e quedas em piso escorregadio ou superfícies altas (como andaimes e escadas molhados) também são um perigo!


Por vezes, o canteiro de obra é um espaço aberto e repleto de ferragem, por isso é preciso tomar cuidado com a incidência de raios.

Custo com mão-de-obra

A mão-de-obra é um fator que exige administração séria e profissional. A primeira dica é sempre fazer sua contratação por empreitada. Divida a construção em etapas e pague por cada uma delas, sempre após sua execução. Dessa forma, o construtor não é tão prejudicado se as chuvas se prolongarem por vários dias.


Não se deve persistir na execução de alguns itens quando a umidade no ar for muito elevada ou no caso de chuvas iminentes. O exemplo vale principalmente para a abertura de valetas durante as fundações, a execução dos contrapisos ou das alvenarias a céu aberto. A insistência nessas situações significa serviço a ser refeito.


Contar com equipe capacitada é a chave para reduzir prejuízos e evitar acidentes. Exija o uso de equipamentos de proteção individual, como botas, luvas e capa de chuva. Oriente a equipe para que reorganize o cronograma ao primeiro sinal de chuva e que todo o material seja armazenado adequadamente.


Não insista em realizar etapas que pode ser danificadas com a chuva. Serviços de alvenaria, terraplanagem, tubulação, lajes e pinturas não devem ser realizados durante as chuvas, sob pena de gerar retrabalho e prejuízo, o que vai comprometer todo o andamento da obra. Não trave uma batalha contra o clima, isso só trará mais dores de cabeça.

Fonte: Construção e Reforma, Equipe de Obra, D&K Empreiteira


#dicadeobra #obracomchuva #dicaequimacon

0 visualização

(31) 3835-8090

(31) 3835-8080

  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest
  • YouTube

0800  026  8080

INSTITUCIONAL

PROFISSIONAIS DA OBRA

FACILIDADES E SERVIÇOS

SOBRE A LOJA

MATRIZ: Av. das Rosas, 23 - São Pedro

FILIAL: Rua Platina, 236 - Major Lage de Baixo

Itabira - MG

©2019 by Equimacon Materiais de Construção. Proudly created with Wix.com